AnálisesNotícias

“Análises” A Plague Tale: Innocence

O desenvolvimento do jogo foi liderado pelo Asobo Studio . Foi o primeiro título original desde que a equipe criou o jogo de corrida Fuel em 2008, e a empresa queria criar uma experiência narrativa inspirada em The Last of Us e Brothers: A Tale of Two Sons . O tema principal do jogo era “família” e como os relacionamentos dos personagens eram desafiados durante circunstâncias adversas. Outro tema importante é “inocência”. Hugo, em particular, observará os comportamentos do personagem do jogador e lentamente se transformará de um garoto inocente em um indivíduo implacável. Os atores infantis Charlotte McBurney e Logan Hannan deram sua voz para Amicia e Hugo, respectivamente. Os dois também participaram do processo de escrita sugerindo mudanças no diálogo e nas tomadas alternativas.  Até 5.000 ratos podem aparecer na tela simultaneamente. Para garantir o jogo pode lidar com renderização tantos inimigos sem sacrificar o desempenho, a equipe introduziu quatro camadas de detalhes na renderização dos ratos, nos quais ratos mais afastadas do personagem do jogador existem como um “fundo, malha não-animado”, enquanto que os ratos os mais próximos do jogador são animados em detalhes. 

Resultado de imagem para A Plague Tale: Innocence

Mais uma vez estamos jogando em um Xbox One X, mais testamos também em Xbox One S, bom o jogo como de esperar é jogo com muitas cenas do começo ao fim, hoje dia 25/05/2019 terminei o game com 10 horas de jogatina contando com 17 capítulos, colocando isso de lado, o que falar sobre o game?

Bom o game começa sua historia sem dar a entender ao jogador muito sobre o que realmente está acontecendo, onde você só vai entender próximo do fim, onde você se prende a história e no gráfico? sim os gráficos do jogo chamam muita a atenção por suas texturas são bem relevantes onde acaba escondendo um pouco os defeitos dos modelos 3D mais nada que tire o brilho do game.

Resultado de imagem para A Plague Tale: Innocence

O Game realmente ė para quem gosta de muito mais historia do que gameplay, exato, o game em seus 80% é de Cutscene, é o tipo de game onde o que realmente importa é história, e é tipo de game que não me prende (Minha Opinião), mais para o gamer que gosta desse tipo de jogo é um prato cheio, cheio mesmo, pois a história começa a ser entendida perto do final, principalmente a partir do Capitulo 11.

Resultado de imagem para A Plague Tale: Innocence

Falando em gráficos no xbox one X jogo fica muito bonito, mais mesmo aprimorado em 4K, você consegue ver vários defeitos de textura e modelos 3Ds, ja em um xbox one s em TV full HD, jogo fica mais suave sua textura, o qual agrada mais o seus olhos, no xbox one x em uma TV 4K recomendo um distancia maior que normal para ver textura melhor já que sua visão amplia o foco.

Afinal o game me rendeu uma história boa mais é realmente tipo de game para quem gosta de muitas cenas.

GT:CorujaoNegro

Etiquetas
Mostrar mais
Fechar
Fechar